MotorDream

Testes

Picape média da Renault que será vendida no Brasil, Alaskan é testada na Argentina

07/12/2017 21:40  - Fotos: Divulgação
Envie por email

Picape média da Renault que será vendida no Brasil, Alaskan é testada na Argentina

 

por Marcelo Palomino

do Autocosmos.com,

exclusivo no Brasil para Auto Press

 

As picapes estão em um momento excelente. E nem se trata de um segmento novo. Entre as médias, quase todas ganharam novas gerações recentemente ou, pelo menos, reestilizações profundas, com ganhos tecnológicos consideráveis. E outros modelos se preparam para chegar às ruas. Caso da Mercedes-Benz Classe X e da Renault Alaskan, ambas construídas sobre a mesma plataforma da Nissan Frontier. A representante da marca francesa chegará ao Brasil em 2018. A produção que vai suprir os mercados ao redor do mundo ficará por conta de três fábricas, na Espanha, no México e na Argentina. Desta última, virão os modelos para o mercado brasileiro.

 

 

Para pegar pesado, a capacidade de carga é de uma tonelada e pode rebocar até 3,5 toneladas. Para atrair um número maior de clientes, a expectativa é ter a produção modelos com cabine simples e dupla, chassi-cabine e chassi alongado. Visualmente, as mudanças externas em relação à Frontier não são muitas. Exceto pelas rodas de liga leve diamantadas e as barras de teto. Por dentro, as diferenças aparecem no volante, painel de instrumentos e padrão do acabamento. Atrás, o design é igual, exceto pela distribuição interna das luzes da lanterna. Na frente, a Renault adotou sua grade tridimensional com o losango da marca evidenciado ao centro. O desenho dos faróis também muda.

 

 

São 5,32 metros de comprimento, ou 7 centímetros a mais que a Frontier, em função de sua frente ser mais inclinada – isso também diferencia o ângulo de ataque, de 30°, 3° a menos que na picape da Nissan. Tem ainda 1,85 m de largura, 1,86 m de altura e 3,15 m de entre-eixos. A Alaskan tem suspensão independente de braço duplo na dianteira e eixo rígido na traseira, com cinco braços e molas helicoidais, e também um seletor para configurar a tração entre 4X4 e 4X2.

 

 

O motor é um motivo de orgulho para a Renault, porque a marca francesa forneceu o propulsor de entrada para a marca japonesa. Trata-se de um turbodiesel de quatro cilindros 2.3 litros e que, na versão de entrada da picape média, rende 158 cv e 41,1 kgfm de torque, disponíveis entre 1.500 e 2.500 giros. Com dois turbos, ele passa a render 190 cv e 45,9 kgfm. Há ainda uma opção a gasolina, um 2.5 litros também de 158 cv, mas com 23,8 kgfm de torque. As transmissões são manual ou automática de seis relações e existem opções de tração traseira ou 4X4. (Colaborou Márcio Maio/Auto Press)

 

Primeiras impressões


Caçamba de passeio

 

Buenos Aires/Argentina – As cabines das picapes evoluíram bastante nos últimos anos. A Nissan Frontier seguiu esse movimento também, mas o contato com a Renault Alaskan mostra que o modelo da Nissan ainda aposta em um visual mais rústico e focado nas atividades profissionais. A Renault deu à sua primeira picape média uma aparência melhor e um toque um pouco mais charmoso, apesar do desenho ser praticamente o mesmo. A mudança está nos materiais, mais refinados.

 

 

Partida sem chave, ar-condicionado de duas zonas, central multimídia com tela sensível ao toque sensores crepuscular e de chuva, câmara de ré, controles dinâmicos de segurança controle de cruzeiro, luzes automáticas, sensores com câmara de ré, vidros e retrovisores elétricos e a presença do couro nos revestimentos dá ao modelo um interior bem parecido com o de um SUV familiar. O sistema de tração garante a segurança em terrenos irregulares e inclusive em neve. Ao mesmo tempo, o sistema de suspensão foge um pouco do padrão adotado em picapes e faz os passeios se tornarem mais confortáveis.

 

É claro que seu tamanho avantajado não deixa o motorista esquecer que se trata de uma picape média. A arrancada é boa e mais suave do que normalmente se tem em uma picape média a diesel. O motor move com competência a picape e, exceto pelas dimensões e pela necessidade de uma vaga maior para estacionar, a Renault Alaskan pode muito bem cumprir o papel de um utilitário esportivo familiar. Mas a marca francesa precisa fazer um bom trabalho de marketing em cima do modelo, já que não possui tradição nesse tipo de segmento.

 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas