MotorDream

Testes

Teste: Novo Citroën C3 Aircross - Mudança de gênero

05/10/2017 11:00  - Fotos: Divulgação
Envie por email

O utilitário esportivo compacto Citroën C3 Aircross substitui o monovolume C3 Picasso na Europa

por Pietro Tovo
do Infomotori.com/Itália
exclusivo no Brasil para Auto Press

A Citroën reconheceu a força dos SUVs no atual mercado automotivo. Tanto que, na terceira geração, decidiu transformar o modelo derivado do compacto C3 de monovolume familiar para crossover aventureiro. Ou seja: sai o C3 Picasso e entra o Aircross – processo que ocorreu no Brasil na segunda geração do compacto. Como diferencial, a fabricante investiu pesado no design e, no modelo que acaba de chegar às concessionárias europeias, oferece 85 possibilidades de combinações de cores para personalização, tanto para o exterior quanto para o interior. Estilo para dar e vender.

O design do novo C3 Aircross é decididamente original. Não foram inseridos os “airbumps” que surgiram no Cactus, mas o C3 dispõe de alguns elementos distintivos na última coluna feitos de policarbonato para “quebrar” a visão externa em relação ao conteúdo da bagagem no porta-malas – útil para quem carrega objetos de valor. A frente tem aparência agressiva, com a linha do capô sendo cortada pela grade que contém o “double chevron” da Citroën e que se alinha às luzes diurnas em leds. Já os faróis principais vêm com máscara negra e moldura de cor diferenciada. As rodas têm pintura diamantada em preto brilhante e podem ser de 16 ou 17 polegadas.

Por dentro, muito espaço. Com todos os bancos em estado normal, a capacidade de carga é de até 520 litros. Porém, se forem rebatidos os bancos traseiros, o volume pode chegar aos 1.289 litros. O banco do passageiro da frente também oferece opção de rebatimento e permite que objetos de até 2,4 m de comprimento sejam carregados dentro do carro. Em relação ao painel de instrumentos, os controles são de fácil manuseio e estão todos ao alcance. Tudo controlado por uma tela sensível ao toque localizada logo abaixo das saídas centrais de ar.

No mercado europeu, o novo Citroën C3 Aircross possui cinco opções de motores. Três são da família PureTech a gasolina, um aspirado e dois turbo, com 82, 110 e 130 cv. Outras duas motorizações são a diesel, da gama Blue HDi, de 100 e 120 cv. O câmbio pode ser manual ou automático de seis velocidades. O modelo não conta com sistema de tração 4X4, mas algumas assistências são oferecidas: o carro tem abertura e ignição que dispensam o uso da chave (keyless), assistente para estacionamento, frenagem automática de emergência, sensores de ponto cego, reconhecimento de limites de velocidades, alerta de faixa de rolamento, câmara de ré e assistente para partida em rampas. No Brasil, o modelo segue na geração anterior, com a já conhecida configuração de carroceria monovolume e estética aventureira. Ainda não há planos para a vinda da nova geração para cá. (Colaboração de Victor Alves/Auto Press)

Primeiras impressões

Olhos abertos

Córsega/ França – Em geral, pode-se dizer que o Citroën C3 Aircross é um carro bem versátil. Ele se presta a uma variedade de usos, especialmente para viagem familiar – o que não tira seu mérito de poder encarar um off-road de leve. Sua capacidade de carga também merece destaque.

O amplo ângulo de visão torna a condução bastante agradável. Os 180 graus de visão lateral são garantidos e, mesmo se o passageiro dianteiro tiver tamanho avantajado, a visão não é inibida e os retrovisores têm boa capacidade de projeção ao longo dos dois lados.

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas