MotorDream

Testes

Teste - Nissan aposta em versão única da Frontier para enfrentar as rivais topo de linha

29/09/2017 10:49  - Fotos: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias
Envie por email

Teste - Nissan aposta em versão única da Frontier para enfrentar as rivais topo de linha


por Márcio Maio
Auto Press

A Nissan demorou a iniciar as vendas no Brasil da nova geração da Frontier, apresentada em 2014 na Tailândia. Quando surgiu no mercado nacional, o modelo passou a disputar espaço com picapes renovadas – algumas com reestilizações tecnológicas, outras com um projeto de fato novo. Para tentar espaço nesse mercado, a marca japonesa mexeu no visual, reforçou a tecnologia embarcada e, ao contrário das concorrentes e suas diversas configurações, aposta em uma versão única, nivelada por cima e disposta a brigar com as variantes de topo das rivais: a LE. 

Importada do México, a 12ª geração da Frontier recebeu um novo motor diesel 2.3 com duplo turbo. Porém, o desempenho não se alterou: são 190 cv de potência e 45,9 kgfm de torque máximo, mesmos números do antigo 2.5 que equipava a Frontier. Seus turbos trabalham em regimes de rotação do motor diferentes: o de maior pressão atua junto com o de menor no arranque e age até a rotação estabilizar. Nesse ponto, ele se desliga e deixa o de menor pressão sustentar o propulsor em velocidade de cruzeiro. O trem de força traz também nova transmissão automática de sete velocidades, com modo sequencial para trocas manuais.

Para impressionar quem busca mais segurança a bordo, a Frontier LE tem assistente de partida em subidas e controle de descida, sensor de estacionamento, luzes diurnas, faróis de leds, diferencial com escorregamento limitado – que evita que as rodas patinem – e controles eletrônicos de estabilidade e de tração. O sistema multimídia tem 2 Gb de espaço para baixar aplicativos diretamente para o equipamento e o banco do motorista traz ajustes elétricos. Ar-condicionado é digital e de duas zonas, com saídas traseiras, e a chave presencial permite que entrar no veículo e dar a partida do motor sejam ações realizadas apenas com o toque dos dedos. 
 
 
A Nissan garante que a estrutura é mais resistente agora, com chassi quatro vezes mais forte. A suspensão traseira passou do extinto feixe de molas para um sistema multilink com molas helicoidais, que trabalha em conjunto com o eixo rígido. Na frente, segue braço duplo assistido por barra estabilizadora. O sistema de tração integral é acionado a partir de um comando no console central, abaixo dos comandos de climatização, à esquerda. Ali, é possível escolher entre o modo 4X2, 4X4 ou 4X4 com reduzida.

Impressões ao dirigir

Presença marcante
 
Picapes médias, normalmente, já chamam atenção quando circulam em áreas urbanas. A começar pelo tamanho avantajado, que impõe certo respeito. Mas a Nissan Frontier LE consegue arrancar ainda mais olhares no trânsito quando na cor especial de lançamento, que a marca nipônica batizou de Laranja Imperial. O tom é chamativo e dá ao comercial leve um ar mais despojado e jovem. Combina com a imagem moderna que a nova geração carrega, principalmente pelo recheio tecnológico.
 
 
O avanço estético da nova Frontier, lançada há seis meses, é mais nítido na frente. Suas linhas ganharam um toque de elegância, mas que não deixa de lado o aspecto robusto que uma picape média deve carregar para transmitir credibilidade. O interior segue o mesmo raciocínio e cria uma aproximação ainda maior entre o modelo e um SUV. O acabamento não chega a impactar, mas é condizente com o segmento. Há bons porta-objetos e sempre posicionados em pontos de fácil acesso. Quatro adultos viajam bem e um quinto elemento certamente se decepcionará com o incômodo porta-copos abaixo do assento central traseiro. Para o motorista, uma desvantagem: falta um ajuste de profundidade para a direção, uma economia estranha para um modelo de R$ 166 mil. 
 
 
O motor turbodiesel 2.3 litros, no entanto, não decepciona. A Frontier se dá bem quando é preciso exigir mais força do propulsor. Principalmente em função dos 45,9 kgfm de torque, presentes nos 2.500 giros. O câmbio automático trabalha em boa sintonia – e ainda bem, porque as trocas manuais só são realizadas a partir da alavanca. Outro ponto que chama atenção é que a picape sacoleja menos que antes, mesmo quando a caçamba está completamente vazia. Em trajetos de off-road, também é possível ver a tranquilidade com que o modelo enfrenta os trechos de terra, mesmo diante de descidas e subidas íngremes.
 

Ficha técnica

Nissan Frontier LE 
 
Motor: Turbodiesel dianteiro, longitudinal, 2.298 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro com comando duplo de válvulas. Injeção direta de combustível. Acelerador eletrônico.
Transmissão: Câmbio automático com sete velocidades à frente e uma a ré. Tração 4X4 com bloqueio de diferencial traseiro mecânico. Oferece controle eletrônico de tração.
Potência máxima: 190 cv a 3.750 rpm.
Torque máximo: 45,9 kgfm a 2.500 rpm.
Diâmetro e curso: 85,0 mm X 101,3 mm. Taxa de compressão de 15,4:1.
Suspensão: Dianteira independente do tipo Double Wishbone, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos telescópicos e barra estabilizadora. Traseira multilink com molas helicoidais e eixo rígido, barra estabilizadora. Controle eletrônico de estabilidade.
Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás. ABS e EBD de série.
Carroceria: Picape média cabine dupla sobre longarinas com quatro portas e cinco lugares. Com 5,25 metros de comprimento, 1,85 metro de largura, 1,85 metro de altura e 3,15 metros de distância entre-eixos. Airbag duplo frontal de série.
Peso: 1.985 kg em ordem de marcha. 1.050 kg de carga útil.
Capacidade do tanque de combustível: 80 litros.
Capacidade off-road: Ângulo de ataque de 31,6º, ângulo de saída de 27,2º, ângulo de inclinação máxima em subida de 23,7º e altura livre do solo de 29,2 cm.
Produção: Morelos, México.
Lançamento da geração no Brasil: 2017.
Itens de série: Abertura da tampa de combustível por acionamento interno, sensor crepuscular, acabamento em couro dos bancos, volante, manopla do câmbio e alavanca do freio de estacionamento, aquecimento dos dois bancos dianteiros, ar-condicionado automático digital de duas zonas e com saídas traseiras, banco do motorista com regulagem elétrica, banco traseiro rebatível, chave inteligente presencial, controle de velocidade de cruzeiro, desembaçador de vidro traseiro com temporizador, painel de instrumentos multifuncional colorido TFT de 5 polegadas, retrovisores externos com ajustes e rebatimento elétrico e com indicador de direção em leds, vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico, volante multifuncional com iluminação dos botões e regulagem de altura, estribo lateral, faróis de neblina com acabamento cromado, faróis dianteiros de rodagem diurna em leds, protetor de cárter, protetor de tanque de combustível, protetor de motor, rack de teto, alarme com sistema imobilizador, câmara de ré, controles de tração e estabilidade, controle inteligente de descida, sensor de estacionamento traseiro, assistente de partida em rampas e central multimídia com conexão à internet e GPS. 
Preço: R$ 166.700.
 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas