MotorDream

Testes

Teste: Audi Q3 1.4 flex - Jeitinho brasileiro

26/04/2017 11:00  - Fotos: Divulgação
Envie por email

Audi quer aumentar o poder de fogo do Q3 nacional com motorização flex

por Márcio Maio
Auto Press
 
O mercado nacional se tornou foco de diversas marcas premium nos últimos anos. Nem mesmo o cenário grave de crise afastou-as – até porque elas atuam no segmento que sofre os impactos de uma recessão por último. Aliado ao forte potencial desse nicho no país está o sucesso estrondoso que os SUVs fazem, o que motivou as fabricantes a investirem nesse tipo de carroceria na hora de optar por modelos feitos no Brasil. Há pouco mais de um ano, a Audi começou a produção do SUV médio Q3 em São José dos Pinhais, no Paraná, mas só agora a marca das argolas lançou mão da motorização flex para o modelo. O propulsor 1.4 turbo de 150 cv, o mesmo motor usado no A3 sedã nacional, fica disponível nas três versões de acabamento: Attraction, Ambiente e Ambition. A aposta da marca é que a motorização flex aumente o poder de atração do modelo, pelo custo favorável do etanol em determinadas regiões do país.
A potência máxima fica disponível entre 4 mil e 6 mil rpm e o torque de 25,5 kgfm dá as caras e entre 1.500 e 3.500 giros, tanto com etanol quanto com gasolina. O propulsor turboalimentado tem injeção direta de combustível e, para receber os dois combustíveis, passou por pequenos ajustes. Peças que mantêm contato com o combustível, como tanque, galerias e bombas de alimentação, entre outras, receberam tratamento específico para interagir com o etanol. Essas alterações não mudaram o comportamento dinâmico: o Q3 alcança os 100 km/h, partindo da inércia, em 8,9 segundos e é capaz de atingir velocidade máxima de 204 km/h, com ambos os combustíveis.
O motor tem um sensor que reconhece a mistura antes da queima, devido à maior precisão exigida por um sistema com turbina, criando uma referência para o módulo de injeção – que também tem calibração diferente. Para melhorar a eficiência e, consequentemente, diminuir as emissões de CO2, há sistema start/stop, que desliga o motor quando o carro é freado por completo, religando-o ao voltar a acelerar. A transmissão é automatizada de dupla embreagem e seis velocidades, com shift paddles para trocas manuais junto ao volante.
Em todas as suas versões flex, o Q3 oferece uma lista extensa de equipamentos. A Attraction traz, de série, rodas de liga leve de 17 polegadas, ar-condicionado, bancos de couro sintético, ajuste elétrico do banco do motorista, faróis de xenônio com limpadores, freio de estacionamento elétrico, volante multifuncional revestido de couro, rádio com conexões auxiliar e Bluetooth, computador de bordo e sensores de luz e chuva. A Ambiente incorpora ar-condicionado automático com duas zonas, espelho interno com função antiofuscante automática, controle de velocidade de cruzeiro, soleiras de alumínio, retrovisores externos rebatíveis com ajustes elétricos e sensores de estacionamento traseiros e dianteiros, além de rodas com 18 polegadas. Entre os opcionais, é possível inserir teto solar panorâmico, abertura e fechamento elétricos do porta-malas, pacote interno de luzes de leds e um outro kit com função Auto Hold, Audi Lane Assist e assistente de luz alta.
É na topo de linha Ambition que o Q3 ganha uma imagem mais refinada. Há acabamento interno de alumínio; o teto solar panorâmico, abertura e fechamento elétricos do porta-malas e o pacote de luzes opcionais da Ambiente; e rádio MMI com sistema de navegação. Os opcionais são faróis full led, o kit com Auto Hold, Audi Lane Assist e assistente de luz alta e um pacote que adiciona sistema de som Bose, Audi Drive Select – um seletor com diferentes modos de direção –, chave presencial e sistema de auxílio ao estacionamento com câmera de ré. Os preços são os mesmos adotados no modelo que era importado: partem de R$ 143.190, R$ 154.190 e R$ 170.190, da mais barata para a mais cara. 

Primeiras impressões
 
Amplo espectro
 
por Eduardo Rocha
Auto Press
 
São Paulo/SP – Aparentemente, a maior novidade da versão flex do Q3 é ser absolutamente igual à versão a gasolina, que está saindo de cena. Com a diferença de estar sendo democraticamente oferecida nas três versões de acabamento – Ambiente e Ambition dispõem também de motorização 2.0. O fato de o motor 1.4 passar a beber etanol não tornou o comportamento do crossover mais agressivo ou mais áspero. O modelo da Audi mantém a suavidade, a sensação de solidez e a disponibilidade de potência, características que se esperam de um modelo vendido como premium. Isso inclui a sensação permanente de que tudo está sob controle. A ponto de até instigar quem está no volante a extrair um pouco mais de esportividade. Limitado, claro, pelo trajeto do teste, em rodovias paulistas, retas e planas.
A motorização 1.4 já mostrou ser capaz de lidar com os pouco mais de 1.400 kg do Q3 sem muito sacrifício. É claro que os 150 cv animam o SUV de maneira modesta, sem maiores rompantes. O zero a 100 km/h é cumprido em honestos 8,9 segundos e a máxima é de 204 km/h. Mas melhor que os números é o comportamento dinâmico, muito equilibrado. O ajuste de suspensão e a rigidez da estrutura tornam o Q3 bastante neutro e bastante agradável de conduzir.
O SUV médio da Audi recebe bem os ocupantes. É claro que a vida a bordo é melhor na versão superior, Ambition, que traz teto solar panorâmico e sistema de navegação. A Ambiente tem um bom conteúdo, como ar-condicionado automático e assento do motorista com ajuste elétrico. Já a Attraction exige do comprador um certo desprendimento em relação a equipamentos. Mas, embora não traga sinais exteriores de requinte, o interior é igualmente confortável e elegante. Os materiais de revestimento não são exatamente nobres: o couro dos bancos é sintético e os plásticos rígidos do interior não têm toque agradável. Mas há qualidade nos encaixes das peças e cuidado nos detalhes. Afinal, é um modelo premium.
 
Ficha técnica
 
Audi Q3 1.4 flex
 
Motor: Gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.395 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e comando duplo de válvulas no cabeçote. Duplo sistema de injeção de combustível, direta e multiponto. Acelerador eletrônico e turbocompressor com intercooler.
 
Transmissão: Câmbio automatizado de dupla embreagem com seis velocidades à frente e uma a ré. Tração dianteira. Oferece controle eletrônico de tração.
 
Potência máxima: 150 cv entre 4 mil e 6mil rpm.
 
Aceleração 0-100 km/h: 8,9 segundos.
 
Velocidade máxima: 204 km/h.
 
Torque máximo: 25,5 kgfm entre 1.500 e 3.500 rpm. 
 
Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Traseira independente do tipo multilink, com braços sobrepostos, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Controle eletrônico de estabilidade.
 
Pneus: 235/55 R17 (Attraction) e 235/50 R18 (Ambiente e Ambition).
 
Freios: Discos ventilados na frente e atrás. Oferece ABS e EBD.
 
Carroceria: Utilitário esportivo em monobloco, com quatro portas e cinco lugares. Com 4,39 metros de comprimento, 1,83 m de largura, 1,59 m de altura e 2,60 m de entre-eixos. Oferece airbags duplos frontais, laterais dianteiros e do tipo cortina.
 
Peso: 1.405 kg.
 
Capacidade do porta-malas: 460 litros.
 
Tanque de combustível: 64 litros.
 
Produção: São José dos Pinhais, Paraná.
 
Lançamento mundial: 2011.
 
Lançamento no Brasil: 2012.
 
Face-lift: 2015.
 
Itens de série:
Attraction: Rodas de liga leve de 17 polegadas, ar-condicionado, bancos de couro sintético, ajuste elétrico do banco do motorista, faróis de xenônio com limpadores, freio de estacionamento elétrico, volante multifuncional revestido de couro, rádio com conexões auxiliar e Bluetooth, computador de bordo, sensores de luz e chuva e sensor de estacionamento traseiro. R$ 143.190.
Ambiente: Adiciona ar-condicionado automático com duas zonas, espelho interno com função antiofuscante automática, controle de velocidade de cruzeiro, soleiras de alumínio, sensores de estacionamento traseiros e dianteiros, retrovisores externos rebatíveis com ajustes elétricos, e rodas com 18 polegadas. R$ 154.190.
Ambition: Adiciona acabamento interno de alumínio, teto solar panorâmico, abertura e fechamento elétricos do porta-malas, pacote interno de luzes de leds e rádio MMI com sistema de navegação. R$ 170.190.
 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas