MotorDream

Testes

Teste: novo Hyundai i30 - Dose de petulância

13/04/2017 11:00  - Fotos: Divulgação
Envie por email

Novo Hyundai i30 tem visual renovado e apresenta comportamento “agressivo” em sua versão com motor 1.4 turbo

por Cosimo Curatola
do Infomotori.com/Itália
exclusivo no Brasil para Auto Press

As linhas bem traçadas e dinâmicas dos carros da Hyundai costumam chamar atenção. O novo i30 é um bom exemplo. Em sua terceira geração, o hatch convence com seu design, interior bem equipado e dirigibilidade que permite um toque de esportividade sem abrir mão do conforto.

O novo i30 chega com boa habitabilidade e espaço interno bem organizado. O painel e o volante, assim como os revestimentos e acabamentos, têm boa qualidade e agradam visualmente. Os comandos do volante de três raios permitem controlar de forma prática as funções do carro, e o painel de instrumentos contempla dois mostradores analógicos – velocidade e rotações do motor – que são separados por uma tela digital. Os espaços do motorista e do passageiro da frente são generosos – já atrás, só viajam com certo conforto dois adultos. O porta-malas tem capacidade de 395 litros para bagagens que pode ser ampliada em até 1.301 litros caso os assentos traseiros sejam rebatidos.

Por fora, a frente é caracterizada pelos faróis bem definidos que incorporam unidades óticas em leds e pela grade do radiador com desenho agressivo. O destaque vai para as molduras cromadas das janelas e para as rodas de liga leve de aro de 17 polegadas que contribuem para o visual esportivo. O caimento do teto na parte de trás dá ao carro um visual mais “nervoso”, mas, ao mesmo tempo, prejudica a visibilidade traseira quando o motorista precisa manobrar num estacionamento, por exemplo. Os sensores e a câmara de ré, porém, ajudam a driblar esse “problema”.

O coração do novo Hyundai i30 é um quatro cilindros com turbocompressor e injeção direta de combustível. Esse motor, de 1.4 litro, é capaz de render até 140 cv de potência e tem 24,68 kgfm de torque disponível já nos 1.500 rpm. O trem de força foi desenvolvido no centro técnico da Hyundai na Europa, situado na Alemanha. Outras opções de motor são sobrealimentadas e compreendem um 1.0 turbo de três cilindros de 120 cv e um 1.6 turbo a diesel, que pode ter 95, 110 ou 133 cv. Todos podem ser associados a uma caixa manual de seis velocidades ou a uma automatizada de sete marchas e dupla embreagem.

O uso de aço de alta resistência em quase 53% da estrutura do novo i30 permitiu um “emagrecimento” de quase 28 kg em relação à geração anterior. Além disso, a rigidez torcional também foi melhorada em 22%, também tomando como base o modelo antecessor. 

A lista de equipamentos do novo i30 inclui frenagem automática de emergência, sistema de alerta de colisão frontal, controle de cruzeiro adaptativo, guia de faixa de rolamento, detector de fadiga do condutor e sistema de detecção do limite de velocidade da via.  

 

Na Europa, o Hyundai i30 tem preço inicial de 20.500 euros (cerca de R$ 68.300) para a versão com motor 1.0 e chega aos 27.625 euros (em torno de R$ 92.157) para a versão com motor 1.6 a diesel. A variante intermediária com motor 1.4 turbo de 140 cv tem preço estimado de 25.700 euros (aproximadamente R$ 85.700) em sua configuração de topo. A fabricante sul-coreana ainda não tem planos de trazer o novo modelo para o Brasil. (Colaboração de Victor Alves/Auto Press)

Primeiras impressões

Convite para pisar

Roma/Itália – O novo Hyundai i30 é espaçoso e confortável. A visibilidade dianteira é boa, apesar da posição de condução baixa que privilegia a esportividade. Uma vez ligado o motor 1.4 turbo, o carro se mostra silencioso e sereno. A caixa de seis velocidades de câmbio manual tem engates precisos e boa pegada nas situações mais “ágeis”.

A direção é adequada e precisa, o que transmite a sensação de que o carro está a todo momento “na mão”. Isso contribui para um toque de ousadia em estradas sinuosas, já que o modelo se mostra pronto para assumir as trajetórias das curvas com precisão. 

O consumo do i30 é elogiável. Na rodovia, mesmo com pé “pesado”, foi possível registrar a marca de 19 km por litro de gasolina. Na cidade, esse número deve cair, já o que torque quase instantâneo convida para uma boa arrancada até a parada no próximo semáforo.

 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas