MotorDream

Testes

Teste: Audi S3 Sedã 2017 - Roupa nova

16/03/2017 09:00  - Fotos: Divulgação
Envie por email

 

Audi faz face-lift no esportivo S3 sedã e o deixa com visual mais moderno

 
por Luiz Hernández
do Autocosmos.com/México
exclusivo no Brasil para Auto Press
 
A história da linha A3, da Audi, começou em 1996, quando a marca alemã apresentou ao público um hatch posicionado abaixo do A4. Mas só no modelo 2013 chegou à carroceria sedã, em sua terceira geração. Agora, o recente face-lift promovido no três volumes – que é produzido no Brasil, na fábrica da Audi em São José dos Pinhais, no Paraná – foi estendido à versão apimentada S3. Ainda não há uma previsão de chegada do carro ao mercado nacional, mas a tendência é que a próxima remessa importada já chegue com as mudanças visuais vistas na Europa e nos Estados Unidos. 
 
 
As inovações impostas ao S3 sedã se resumem a uma sutil mudança de visual da atual geração, lançada em 2012. As dimensões continuam exatamente as mesmas – são 4,47 metros de comprimento, 1,79 m de largura, 1,39 m de altura e 2,63 m de entre-eixos. Como se vê na maioria dos face-lifts, o redesenho está focado na nova aparência dos faróis de xênon, na assinatura de leds frontal e nas rodas de 17 polegadas – conjunto que deixou o visual do carro mais moderno.
 
 
Por dentro, o S3 Sedã 2017 é dotado de uma série de decorações que exprimem uma sensação mais “picante” na cabine, como o volante e assentos esportivos, por exemplo. O painel de instrumentos deixou de lado os mostradores analógicos para dar lugar ao Virtual Cockpit: uma tela de 12,3 polegadas de alta resolução que permite acompanhar todas as informações do veículo, desde o velocímetro e tacômetro até o sistema de entretenimento e navegação. No centro do cluster, há outra tela de sete polegadas que é guardada eletricamente. Ela exibe, por exemplo, imagens da câmara de ré e dá as direções do sistema de GPS. Em vez de controle tátil, a central só aceita comandos pelo “pad” e pelo controle giratório localizado no console central.
 
 
Sob o capô, o S3 Sedã 2017 mantém a mesma motorização da gama passada: o 2.0 turbo de 280 cavalos, que aparecem entre 5.500 e 6.200 rpm, e torque de 38,7 kgfm, que aparece entre 1.800 e 5 mil giros. A transmissão fica por conta da caixa S-Tronic, automatizada de sete marchas e de dupla embreagem. Com esse conjunto, o modelo é capaz de ir aos 100 km/h, partindo da imobilidade, em 4,9 segundos. A velocidade máxima é controlada eletronicamente para até 250 km/h – opcionalmente pode ser ampliada para 280 km/h. O carro também traz o sistema Audi Drive Select, que controla o funcionamento do acelerador, da direção assistida e do câmbio. O motorista pode optar entre os modos Comfort, Auto, Dynamic, Efficiency e Individual ao toque de um botão.
 
 
A qualidade construtiva do S3 Sedã 2017 é um atributo bastante favorável ao modelo. O carro usa a plataforma MQB do Grupo Volkswagen – a mesma do Golf, por exemplo –, que abusa de alumínio e aços de alta tensão. O resultado dessa receita é um peso abaixo de 1,5 tonelada e um comportamento bastante explosivo, principalmente em curvas. O espaço interno é razoável: duas pessoas adultas viajam bem nos bancos de trás. O bagageiro comporta até 425 litros. O preço do Audi S3 2017 nos Estados Unidos começa em US$ 42.900 na variante Premium Plus – aproximadamente R$ 136 mil – e chega aos US$ 48.400 para a versão de topo Prestige – cerca de R$ 153 mil. (colaboração de Victor Alves/Auto Press)
 
 
Primeiras impressões
 
Trajetória cravada
 
Cidade do México/México – O melhor que se pode encontrar neste Audi surge quando se liga o motor. Basta notar que o zero a 100 km/h é realizado abaixo dos cinco segundos para saber que não se trata simplesmente de uma versão dotada de alguns detalhes esportivos. 
 
 
Apesar de o motor oferecer uma ligeira demora na aceleração devido ao tempo de retardamento do turbo, a condução é bastante agressiva. O poder do motor 2.0 litros acoplado à caixa de sete marchas de dupla embreagem não somente se sente e se vê, como também se escuta. Não se trata do V10 do R8, por exemplo, mas deixa no ar que não é um quatro cilindros qualquer. 
 
O sistema de tração Quattro garante a alta estabilidade do S3, além de distribuir a força do motor para as quatro rodas – a tecnologia não deixa em nenhum momento que o veículo perca sua trajetória. O que é uma lástima para aqueles que gostam de sentir a traseira “saindo”.
 
Ainda que seja um carro orientado para a esportividade, o Audi S3 sedã é também para o dia a dia. Graças aos modos de condução, o veículo pode ser guiado na cidade com mais comodidade e eficiência. O consumo médio fica na casa de 12 km/l e a autonomia em um pouco mais de 600 quilômetros.
 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas