MotorDream

Motos

Apresentação da Triumph Street Cup - Volta aos bons tempos

16/03/2017 11:00  - Fotos: Eduardo Rocha/Carta Z Notícias e Divulgação (em movimento)
Envie por email

 

Triumph quer ampliar a participação de modelos clássicos com a Street Cup

por Eduardo Rocha
Auto Press

A Triumph foca seu futuro no passado. A fabricante de motocicletas inglesa aposta alto nos modelos de visual clássico, que evocam a história de sucesso da marca, inclusive nas pistas, para crescer no mercado de luxo no Brasil – na verdade, modelos acima de 500 cc. No mercado global, 55% das vendas da marca, ou cerca de 40 mil unidades/ano, se concentram nos 10 modelos da gama Bonneville. No Brasil, o comportamento é bem diverso disso. O modelo que representa mais da metade das vendas é a bigtrail Tiger, enquanto apenas 25% das vendas, ou cerca de mil unidades anuais é da gama de clássicas. É bem verdade que no Brasil o número de modelos é bem menor. Há apenas a Bonneville T120/T120 Black, a Thruxton R e a Twin Street. O quarto modelo, que acaba de ser apresentado, é a Street Cup. A motocicleta segue um estilo Cafe Racer e é uma versão de visual mais esportivo da Street Twin, modelo de entrada da marca no país. Ainda para este ano, a Triumph promete os modelos Street Scrambler e Bonneville Bobber, baseados respectivamente na Twin Street e na Bonneville T120.

A Street Cup chega para ocupar um posto imediatamente acima da Twin Street na tabela da Triumph. Ela custa R$ 41.990 contra R$ 38.990 no modelo de entrada, na linha 2017. O preço do novo modelo fica mais alinhado com o de rivais como Ducati Scrambler e Harley-Davidson 883 Iron. O poder de atração do novo modelo inglês, no entanto, se concentra na estética. Toda a parte mecânica e de estrutura são os mesmos da Twin Street, mas vários outros elementos da Street Cup foram diretamente importados da Thruxton. No visual, o mais marcante é a rabeta arredondada que cobre a parte traseira do assento e cria a sensação de ser um modelo monoposto – as pedaleiras do garupa, no entanto, estão lá. O que também foi trazido do modelo maior foi o painel, com os dois relógios clássicos com conta-giros e velocímetro analógicos.

Na parte ergonômica, algumas alterações são notáveis. O guidão, embora inteiriço e preso à mesa – e não diretamente às bengalas telescópicas como na Thruxton –, tem um desenho em formato de ômega invertido que torna a posição de pilotagem mais baixa e agressiva. Essa postura é reforçada pelo aumento do comprimento do amortecedor traseiro – sem a ampliação do curso, que ficou em 120 mm. Com isso a traseira sobe, a altura do assento cresce de 75 para 78 cm e o corpo do piloto fica ainda mais inclinado à frente. Vários detalhes ainda ampliam a identidade entre a Thruxton e a Street Cup. Caso dos espelhos instalados na ponta do guidão e os telescópicos nus.

Já o propulsor é o bicilíndrico de exatos 900 cc, 55 cv de potência e 8,16 kgfm de torque usado na Street Twin, gerenciado por um câmbio de cinco marchas. Os freios, com ABS de série, são da Nissin com discos únicos e pinças de dois pistões atrás e na frente. Os amortecedores dianteiros e traseiros são da Kayaba e as rodas são em liga de alumínio. Assim como a Twin, a Street Cup tem controle de tração comutável com apenas um nível de intervenção. 

 

A expectativa da Triumph em relação ao novo modelo é comedida. A marca quer que sejam vendidas pelo menos uma unidade a cada mês por cada uma das 16 concessionárias da marca, o que totalizaria cerca de 200 em um ano, os 20% do volume de clássica que a marca vende hoje. Mas o objetivo final é maior que isso. A ideia é que, com o reforço da linha clássica, a gama Bonneville atinja 40% das vendas e eleve o total de emplacamentos da marca das 3.823 unidades de 2016 para acima de 4.500 já em 2017.

Impressões ao pilotar

A estética do arrojo 

Aldeia da Serra/SP – O visual da Street Cup é realmente caprichado. As linhas clássicas combinadas com materiais modernos, como alumínio fundido, o ótimo nível de acabamento e o estilo Cafe Racer valorizam muito a motocicleta. Mas embora a estética agressiva prometa muito, o motor é o mesmo da “comportada” Street Twin. Os 55 cv animam a Street Cup de forma bem convincente, mas não a transformam numa esportiva. Embora o motor tenha boa elasticidade – trabalha bem numa faixa ampla de rotações–, falta giro para tanto torque. O câmbio também limita um pouco o desempenho do modelo. Na estrada, a necessidade de colocar um sexta marcha fantasma aparece com certa constância.

A posição de pilotar é indicada para quem gosta de esportivas. Não chega a forçar o peito sobre o tanque mas o corpo do condutor fica bastante inclinado à frente e, se ele não se policiar para manter seu peso bem distribuído sobre a moto, acaba se apoiando demais no antebraço e cansando em pouco tempo de direção. O guidão baixo ajuda nas mudanças rápidas de direção mas a proposta da nova motocicleta da Triumph seria melhor defendida se os amortecedores dianteiros fossem invertidos, como acontece no modelo de inspiração, a Thruxton. 

 

 

Ficha Técnica

Triumph Street Cup

Motor: A gasolina, 900 cm³, dois cilindros em linha com 270º de intervalo de ignição, quatro válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote e refrigeração líquida. Injeção eletrônica multiponto sequencial.

Câmbio: Manual de cinco marchas com transmissão por corrente. Controle de tração de série.

Potência máxima: 55 cv a 5.900 rpm.

Torque máximo: 8,16 kgfm a 3.230 rpm.

Diâmetro e curso: 84,6 mm X 80 mm.

Taxa de compressão: 10,55:1.

Suspensão: Dianteira com garfos KYB de 41 mm e curso de 120 mm. Traseira com amortecedores duplos KYB com molas helicoidais e curso de 120 mm.

Pneus: 100/90 R18 na frente e 150/70 R17 atrás.

Freios: Discos simples flutuantes de 310 mm com pinças fixas na frente e discos simples flutuantes de 255 mm com pinças flutuantes atrás. Oferece ABS de série.

Dimensões: 1,88 m de comprimento, 1,10 m de altura, 0,74 m de largura, 1,44 m de distância entre-eixos e 0,78 m de altura do assento.

Peso: 200 kg.

Tanque do combustível: 12 litros.

Produção: Hinckley, Inglaterra.

Preço: R$ 41.990.

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas