MotorDream

Testes

Teste: Jeep Compass 2.0 Tigershark Flex - Na trilha da demanda

26/10/2016 14:51  - Fotos externas da versão 2.0 Tigershark Flex Latitude: Luiz Humberto Monteiro Pereira/Carta Z Notícias
Envie por email

Teste: Jeep Compass 2.0 Tigershark Flex - Na trilha da demanda

Depois de lançar o Compass na versão diesel, Jeep apresenta a versão Flex, com motor 2.0 importado do México

por Luiz Humberto Monteiro Pereira
Auto Press
 
Depois do estrondoso sucesso do Renegade fabricado em Pernambuco – o compacto se firmou entre os dez automóveis mais vendidos do país –, era mesmo hora da Jeep expandir a presença de modelos “made in Brazil” em suas concessionárias. O passo seguinte foi realizar no país o lançamento global da nova geração do utilitário esportivo médio Compass na versão diesel, no final de setembro. E agora a marca norte-americana controlada pela holding FCA apresenta a versão flex do modelo. A motorização 2.0 Tigershark Flex do Compass, de 166 cv e 20,5 kgfm, é inédita no Brasil e chega importada do México, com bloco e cabeçote de alumínio. Lá mesmo o propulsor a gasolina recebe as adaptações necessárias para rodar tanto com a gasolina brasileira – adicionada com cerca de 1/4 de álcool anidro – quanto com puro etanol. O duplo comando de válvulas com variador de fase independente para cada eixo permite que o motor trabalhe alternando características do ciclo Atkinson e ciclo Muller – o que, segundo a Jeep, beneficia o desempenho e no consumo.
 
 
Com habitualmente ocorre nas linhas de picapes e SUVs, as versões com motor flex serão as versões “de entrada” do Compass – justamente as com maior volume de venda. A versão “top” Trailhawk do SUV – com preço de R$ 149.990 – permanece disponível apenas com o motor 2.0 diesel de 170 cv e 35,7 kgfm, apresentado no lançamento do Compass, em setembro. Enquanto as versões diesel usam câmbio automático de nove velocidades, as movidas pelo motor flex adotam um câmbio automático de seis velocidades com comandos sequenciais pela alavanca e aletas atrás do volante – a partir da versão Longitude. 
 
 
Se as versões diesel do Compass são pensadas para encarar as rivais alemãs Audi Q3, BMW X1 e Mercedes-Benz GLA, as equipadas com o propulsor 2.0 Tigershark flex são mais focadas nos orientais Hyundai Ix35, Kia Sportage e Mitsubishi ASX. A faixa de preços dos modelos flex explica esse posicionamento. A motorização flex moverá a nova versão “de entrada” do Compass, a Sport, com preço estrategicamente posicionado abaixo dos R$ 100 mil – exatos R$ 99.990. A gama do Jeep Compass com motor 2.0 Tigershark é composta ainda pelas versões Longitude e Limited, com valores sugeridos de R$ 106.990 e R$ 124.990.
 
 
O novo Compass tem as mesmas dimensões da versão diesel – 4,41 metros de comprimento, 1,81 m de largura, 2,63 m de entre-eixos e altura de 1,64 m. Como motor flex, o consumo declarado no Programa de Etiquetagem Veicular do Inmetro com gasolina chega a 8,1 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada. Com etanol, os valores ficam em 5,5 km/l na cidade e 7,5 km/l na estrada. Segundo a Jeep, o propulsor foi desenvolvido para ter alta durabilidade, chegando a pelo menos 240 mil km, seguindo as exigências do mercado norte-americano. E é capaz de atender às normas de emissão do Proconve fase 6 e da Euro 6. 
 
 
Para ajudar a embalar as vendas do Compass, a Jeep oferece um conjunto de recursos de segurança inédito em veículos fabricados no Brasil. Entre os opcionais e de série nas versões mais caras estão controle de velocidade adaptativo (ACC), aviso e prevenção de colisão frontal (FCWp), alerta de mudança de faixa (LDW), farol alto automático (AHB), detector de pontos cegos (BSD), até sete airbags, sendo um para os joelhos do motorista, Park Assist. De série em toda a linha há ainda controle de estabilidade (ESC) de série, englobando os sistemas eletrônicos anticapotamento (ERM) e de oscilação de reboque (TSC), monitoramento de pressão dos pneus e câmera de estacionamento traseiro. Itens que deixam o modelo da marca norte-americana bastante competitivo, tanto em relação aos concorrentes alemães, quanto em relação aos orientais.
 
Primeiras impressões

Sem vacilação

Guarujá/SP - Para quem já entrou no Renegade, a primeira sensação ao entrar no Compass Longitude é de familiaridade. Detalhes como quadro de instrumentos, a alavanca de câmbio, o freio de mão elétrico e o volante multifuncional explicitam as semelhanças. 
 
 
Dinamicamente, a versão flex do Compass esbanja um vigor que faz falta ao Renegade flex, que é movido por um motor 1.8 de 132 cv e 19,1 kgfm. Segundo a Jeep, o motor 2.0 de 166 cv do Compass já tem 86% do torque máximo de 20,5 kgfm disponíveis a partir das 2 mil rpm, o garante um desempenho mais esperto na cidade – são necessários 10,6 segundos para ir de zero a 100 km/h com etanol, de acordo com a marca. Nas saídas mais fortes, o Tigershark ronca alto, mas sem a sensação de estar sendo esgoelado. Dá para manter um giro baixo, cerca de 2.500 rotações, em uma velocidade estável em 120 km/h. 
 
Para quem não se contenta com a velocidade de trocas de marchas da transmissão automática de seis velocidades, há a opção de trocar as marchas na alavanca ou por meio de “borboletas” instaladas atrás do volante. Durante o teste de apresentação, não faltou força em ultrapassagens ou em trechos de subida. 
 
A boa dirigibilidade é reforçada pela suspensão independente nas quatro rodas – MacPherson da dianteira e na traseira –, que tem bom acerto. Alguns “efeitos colaterais” são baixos níveis de ruído e vibração. A direção é do tipo elétrica progressiva (EPS) torna o modelo confortável nas manobras e seguro nas altas velocidades. É um carro que responde com precisão aos comandos e bastante agradável de dirigir.
 
Ficha técnica

Jeep Compass 2.0 Tigershark Flex AT6

Motor: Bicombustível, dianteiro, transversal, 1.995 cm³, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro. Acelerador eletrônico e injeção direta de combustível.
 
Transmissão: Câmbio automático com seis marchas à frente e uma a ré. Possui controle eletrônico de tração.
 
Potência máxima: 166/159 cv a 6.200 rpm com etanol/gasolina.
 
Aceleração 0 a 100 km/h: 10,6 segundos.
 
Velocidade máxima: 192 km/h.
 
Torque máximo: 20,5/19,9 kgfm a partir de 4.000 rpm.
 
Diâmetro e curso: 88 mm x 82 mm. Taxa de compressão: 11,8:1.
 
Suspensão: Dianteira MacPherson com rodas independentes, braços oscilantes inferiores com geometria triangular e barra estabilizadora. Traseira MacPherson com rodas independentes, links transversais/laterais e barra estabilizadora. Oferece controle eletrônico de estabilidade. 
 
Freios: Discos nas quatro rodas e ventilados na dianteira.
 
Pneus: 225/60 R17 (Sport) 225/55 R18 (Longitude e Limited).
 
Carroceria: Crossover em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,41 metros de comprimento, 1,81 m de largura, 1,63 m de altura e 2,63 m de distância entre-eixos. Oferece airbags frontais de série. 
 
Peso: 1.527 kg (Sport) 1.541 kg (Longitude) 1.547 kg (Limited) em ordem de marcha.
 
Capacidade do porta-malas: 408 litros.

Tanque de combustível: 60 litros.
 
Produção: Goiana (Pernambuco).
 
Itens de série
Sport: ABS, Air bags dianteiros, Ajuste do volante em altura e profundidade, Alarme, Alerta de limite de velocidade e manutenção programada, Apoia-braço com porta objetos, Ar Condicionado, Banco do motorista com regulagem de altura, Banco traseiro bipartido 60/40 e rebatível, Bolsa porta objetos atrás dos bancos dianteiros, Câmera de estacionamento traseira, Chave canivete com telecomando, Cinto traseiro central de 3 pontos, Cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura, Comandos do sistema de áudio e Bluetooth no volante, Computador de Bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia), Controle eletrônico anticapotamento, Controle de Estabilidade (ESC), Controle de estabilidade para trailer (quando com engate Mopar), Controle de tração, Direção elétrica, Encosto cabeça traseiro central, Estepe de uso emergencial, Faróis e lanterna traseira de neblina, Faróis e Lanternas com assinatura em leds, Freio de estacionamento elétrico, Freios a disco nas 4 rodas, Ganchos de fixação de carga no porta-malas, Hill start assist, Iluminação do porta-malas, Isofix, Limitador de velocidade, Limpador e desembaçador dos vidros traseiros, Luzes de rodagem diurna (DRL), Maçanetas externas e retrovisores na cor preta, Motor Tigershark 2.0 16V Flex e câmbio AT6, Para sol com espelhos cortesia, Panic break assist, Piloto automático, Quadro de instrumento TFT de 3,5’’, Sistema de áudio com 6 alto falantes, USB e Bluetooth, Sistema de áudio com tela de 5’’ touch e comando de voz, Sistema de navegação GPS, Sistema de monitoramento de pressão dos pneus, Repetidor lateral nos retrovisores, Rack do teto na cor preta, Retrovisores externos elétricos, Rodas em liga aro 17’’e pneus 225/60, Sensor de estacionamento traseiro, Tomada 12V, Travas elétricas nas portas e porta malas e Vidros elétricos nas quatro portas com função um toque. Opcionais: KIT SEGURANÇA (airbag para joelhos do motorista, dois airbags laterais dianteiros, dois airbags de cortina, banco do passageiro dobrável com porta-objeto sob o assento) e Pintura metálica.
 
Longitude: Adiciona aletas para trocas de marcha no volante, Ar Condicionado dual zone, Chave de presença, Rodas em liga aro 18’’ e pneus 225/55, Sistema de áudio com tela de 8.4’’ touch e comando de voz, Porta objetos sob o assento do banco do passageiro, Sistema de navegação GPS, Tomada 12V no porta-malas e Volante com acabamento em couro. Opcionais: Kit Segurança (airbag para joelhos do motorista, dois airbags laterais dianteiros e dois airbags de cortina), Pacote Premium (bancos de couro, som Beats de 506 W, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, retrovisor interno eletrocrômico), Teto solar panorâmico, pintura metálica ou perolizada.
 
Limited: Adiciona airbag para joelhos do motorista, dois airbags laterais dianteiros e dois airbags de cortina, bancos revestidos em couro, faróis em xenon, detector de ponto cego, quadro de instrumentos configurável, sensores de luz e chuva. Opcionais: Teto solar panorâmico, Pacote High Tech com controle adaptativo de velocidade (ACC), monitoramento de mudança de faixa (LDW), farol alto automático (AHB), aviso e prevenção de colisão frontal, pintura perolizada ou metálica.
 
Preço: R$ 99.990 (Sport), R$ 106.990 (Longitude) e R$ 124.990 (Limited).
 
 
 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas