MotorDream

Testes

Teste: Honda Civic Sport - Básico com estilo

19/10/2016 15:39  - Fotos: Fabio Perrotta Junior/Divulgação
Envie por email

Teste: Honda Civic Sport - Básico com estilo

Novo Honda Civic Sport é atraente no visual, mas preço elevado assusta

por Fabio Perrotta Junior
Auto Press

O estigma dos carros de entrada de linha é igual, independentemente do segmento. São carros geralmente sem graça – com apenas o mínimo que a linha oferece – e visual careta, sem qualquer atrativo. O objetivo é ser exclusivamente funcional. No entanto, o lançamento da décima geração do Civic mostrou que isso pode ser diferente. Batizada de Sport, a versão inicial do sedã médio da Honda não traz nem uma obra da engenharia moderna debaixo do capô. Utiliza o mesmo motor 2.0 i-Vtec FlexOne, de 155 cv e 19,5 kgfm de torque da geração anterior, acoplado a um câmbio manual de seis marchas – exclusividade da versão – ou o conhecido CVT, que traz a possibilidade de sete marchas simuladas que podem ser trocadas por paddle shifters atrás do volante. Seu destaque fica mesmo para o visual invocado.

Apesar da alcunha ‘Sport’ sugerir algo acima da média tanto em termos de visual, a versão tem o mesmo design de todas as outras da décima geração do Civic. De exclusivo mesmo, somente a pintura preta na grade frontal e as rodas de 17 polegadas com acabamento escurecido. O visual agressivo torna-o único sedã médio com uma versão com pretensões esportivas. No conjunto motor, sua diferença fica por conta de opção de câmbio manual de seis marchas, que é exclusivo da versão. Tirando isso, o modelo não possui mudanças na direção, nas respostas do acelerador ou no acerto de suspensão. O motor é idêntico ao dos Civic EX e EXL, as versões intermediárias do modelo.

O maior problema do Civic é o preço. Apesar do visual interessante, não se pode esquecer que a versão Sport é a de entrada da gama. Custa R$ 87.900, quando equipado com câmbio manual de seis marchas, e R$ 94.900 com câmbio CVT. A lista de equipamentos é boa, levando em consideração que se trata de uma versão mais básica. São de série: ar-condicionado digital, seis airbags, controles de tração e estabilidade, controle de velocidade de cruzeiro, volante multifuncional e rádio com conexão Bluetooth, e comandos no volante, câmera de ré, freio de estacionamento eletrônico com função Brake-Hold, controle de cruzeiro e botão ECON de modo de condução econômico. No entanto, se levarmos em consideração que isso equipa um carro de quase R$ 90 mil, é pouco. Faltam itens normais para um carro desta faixa de preço, como bancos de couro, sensores de luz e chuva, acesso e partida sem a necessidade de chaves e, principalmente, uma central multimídia com tela sensível ao toque. 

Por trás da aparência sombria, a versão de “entrada” do Civic tem tarefas importantes para a fabricante japonesa. A primeira é ser a configuração destinada a pessoas que estão chegando ao segmento dos sedãs médios. A segunda é justamente ligada ao fato da esportividade estar mais no visual do que na prática. A ideia é atrair um público mais jovem, que busque apenas um visual diferenciado e um desempenho justo. A Honda projeta que a versão mais barata represente 24% das vendas do Civic, sendo destes, apenas 3% da versão com câmbio manual, que deve fazer sucesso apenas com entusiastas ou pessoas que não gostam do câmbio automático.

Primeiras impressões

Vilão dócil

Guararema/SP - É difícil ser indiferente ao visual do novo Civic. A silhueta mudou bastante em relação ao modelo anterior. A versão Sport desperta ainda mais atenção por conta do visual invocado, sem cromados ou detalhes brilhantes. Por dentro, apesar de ter perdido o belo painel digital de dois andares, o modelo continua interessante, mesclando um painel de instrumentos com conta-giros analógico e velocímetro digital. Os revestimentos e materiais empregados no acabamento estão melhores. 

Dinamicamente, o motor 2.0 de 155 cv (com etanol) e 19,5 kgfm de torque se mostra na medida para o veículo. Não há excesso e nem falta de potência e, nesse ponto, o sobrenome Sport não faz o menor sentido. O desempenho é justo para o veículo. A versão equipada com o câmbio CVT alia o conforto e suavidade com eficiência energética. No trecho de estrada o veículo alcançou médias melhores do que as divulgadas pela fabricante, marcando até 16 km/l na estrada, abastecido com gasolina. A simulação de sete marchas do câmbio é interessante e ajuda a evitar a monotonia causada pelo CVT. A versão com câmbio manual promete agradar os puristas. Pedal de embreagem com peso e modulação corretos, alavanca com boa empunhadura e engates curtos e precisos são os ingredientes perfeitos.

As curvas sinuosas do percurso ajudavam a criar possibilidades para testar o aparato tecnológico embarcado no veículo. A começar pela direção de esterçamento variável e o sistema AHA, que previne as saídas de frente. O Agile Handling Assist entra em ação de forma muito discreta, freando a roda que se encontra no lado interno da curva, ajudando o veículo a entrar mais facilmente na trajetória. A direção elétrica se mostrou extremamente ágil e comunicativa, passando firmeza e confiança em todos os tipos de situações. A suspensão filtra bem as irregularidades do solo e se saí bem no meio dos termos de conforto e dinâmica. Ponto extra pelo excelente isolamento acústico do modelo, que praticamente anula qualquer som no exterior da cabine. O Civic Sport é um veículo interessante. Seu design desperta atenção e faz qualquer um esquecer que se trata de uma versão de entrada. Apesar de ficar devendo alguns equipamentos que podem contar como diferencial nesse segmento, seu principal problema é o preço. A diferença de R$ 7 mil da versão manual para a CVT é muito alta e injustificável. 

Ficha técnica

Honda Civic Sport

Motor: A Gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.997 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, comando variável de válvulas e comando simples no cabeçote. Injeção eletrônica multiponto sequencial e acelerador eletrônico.

Potência máxima: 150 cv (gasolina) e 155 cv (etanol) a 6.300 rpm.

Torque máximo: 19,3 kgfm (gasolina) a 4.700 rpm e 19,5 kgfm (etanol) a 4.800 rpm.

Diâmetro e curso: 81,0 mm x 96,9 mm. Taxa de compressão: 11,0:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo MacPherson com buchas hidráulicas. Traseira independente do tipo multilink. Oferece controle eletrônico de estabilidade.

Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás. Oferece ABS com EBD.

Pneus: 215/50 R17.

Carroceria: Sedã em monobloco com quarto portas e cinco lugares. Com 4,64 metros de comprimento, 2,08 m de largura, 1,43 m de altura e 2,70 m de distância entre-eixos. Tem airbags frontais, laterais e de cortina.

Peso: 1.275 kg (Sport manual), 1.285 kg (Sport CVT).

Capacidade do porta-malas: 525 litros (Câmbio manual) e 519 litros (CVT).

Tanque de combustível: 56 litros.

Produção: Sumaré, São Paulo.

Lançamento mundial: 1972.

Lançamento no Brasil: 1992.

Itens de série: Alarme, freios ABS com EBD, assistente de frenagem de emergência, controle eletrônico de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, luzes de frenagem de emergência, airbags frontais, laterais e de cortina, luzes diurnas de leds, sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, câmara de ré, rodas de liga leve de 17 polegadas diamantadas, lanternas em leds, luz de placa em leds, brake light, trio elétrico, faróis halógenos, luzes de neblina, chave canivete, controle de velocidade de cruzeiro, volante com regulagem de altura e profundidade, ar-condicionado automático e digital, volante e manopla do câmbio revestidos em couro, bancos, portas e console central em tecido, central multimídia com MP3, USB, quatro alto falantes e comandos no volante. 

Preço: R$ 87.900 (manual) e R$ 94.900 (CVT).

 

 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas