MotorDream

Motos

Ducati iniciará venda da 959 Panigale no Brasil em novembro

01/09/2016 15:07  - Fotos: Divulgação
Envie por email

Ducati iniciará venda da 959 Panigale no Brasil em novembro

Marca aproveita crescimento de esportivas no país e se prepara para trazer 959 Panigale

por Márcio Maio
Auto Press

O mercado de motos no Brasil já soma 16,5% de queda só nos sete primeiros meses deste ano. Porém, o desempenho de um determinado segmento chama atenção de marcas que passam a olhar com mais interesse para o cenário tupiniquim: o das motos esportivas. De acordo com dados divulgados pela Fenabrave, a venda de motocicletas Sports subiram 47,7% entre janeiro e julho deste ano, em comparação ao mesmo período de 2015. Foram 5.707 unidades emplacadas neste ano, contra as 3.863 do ano anterior. Com isso, a participação delas no mercado cresceu 33,8%, de 0,71% para 0,95%. De olho nessa fatia de consumidores, a Ducati se prepara para lançar no país a integrante de entrada da linha de superesportivas Panigale, a 959. Ainda não há uma confirmação de data, mas a previsão de chegada do modelo é para novembro. Logo depois do início das vendas da aventureira Multistrada 1200 Enduro, programado para o final de outubro. 

A 959 Panigale foi apresentada oficialmente no ano passado, no Salão de Milão, em novembro. Ela veio para substituir a 899 Panigale, já que era necessário mexer no motor para atingir os novos parâmetros de restrição de emissões de poluentes para motos na Europa, o Euro 4, que entraria em vigor no primeiro dia de 2016. Mas a Ducati, que pertence ao grupo Volkswagen, preferiu desenvolver uma moto inteiramente nova, a começar pelo propulsor. São 955 cm³, capazes de entregar 157 cv a 10.500 rpm – a 899 tinha 9 cv a menos. Com as 57 cc a mais e curso de pistão mais longo, o torque máximo passou dos 10,1 kgfm para 10,9 kgfm. 

A transmissão é de seis velocidades e a taxa de compressão é a mesma do motor de 898 cm³. Virabrequim e bielas passaram por mexidas e outros esforços foram adotados para reduzir o atrito, melhorar a emissão de poluentes e diminuir o ruído. O combustível é transferido por injetores individuais, controlados de forma independente pelo sistema do acelerador. 

A tecnologia embarcada no modelo chama atenção. O piloto conta com modos de pilotagem, ABS e controle de tração ajustáveis e painel todo em LCD digital em preto e branco brilhante. A peça exibe o modo de pilotagem acionado, o nível do ABS escolhido, configurações de controle de tração e de frenagem do motor, velocidade, transmissão, cronômetro e RPM, entre outras funções. Há ainda, como opcional, um banco de dados que pode armazenar e analisar o desempenho da moto em termos de tempos de volta, posição do acelerador e velocidade, por exemplo. Um equipamento que pode interessar quem desejar um uso voltado para as pistas. 

A 959 Panigale pode ter cor vermelha ou branca. Em comparação com a antecessora 899, ela traz mais carenagem, com para-brisa largo e alto. As entradas de ar também cresceram e o banco, espelhos e dutos têm desenho semelhante ao da 1299 Panigale. As rodas de liga leve têm 17 polegadas tanto à frente quanto atrás e a distância do assento em relação ao solo é de 83 cm. Já o entre-eixos é de 1,43 m. O peso é de 176 kg, o que indica uma relação peso/potência de 1,12 kg/cv. 

 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas