MotorDream

Autopeças e Insumos

Pneus ganham papel importante na mobilidade sustentável

19/10/2012 12:37  - Fotos: Divulgação
Envie por email

Pneus ganham papel importante na mobilidade sustentável
Mudanças na composição da borracha produzem pneus que contribuem para a redução das emissões de CO2

por Michael Figueredo
MotorDream
 
O Rio de Janeiro recebeu, nesta quinta-feira (18), o Rubber Day Brasil, encontro que reuniu especialistas dos setores de mobilidade, sustentabilidade e da indústria. Tendo a produção de pneus mais ecológicos como assunto central, o evento mostrou a relação entre a borracha de alta tecnologia e a chamada “mobilidade verde”. Além das perspectivas do mercado pneumático brasileiro, foi discutido o peso do componente no que diz respeito ao alcance de uma cadeia automotiva mais sustentável e também na redução de emissões de poluentes.
 
A indústria automobilística está sob intensa pressão para alcançar patamares aceitáveis de emissões de CO2 e isso somente será viável com o desenvolvimento de novas tecnologias ”, diz o membro do conselho presidencial da Associação Alemã da Indústria Química, Axel C. Heitmann. O executivo é presidente da Lanxess, indústria química que lidera o mercado no segmento de borracha sintética. A empresa, que produz matéria prima para as principais marcas da indústria pneumática, desenvolveu pneus ecológicos e, segundo Heitmann, espera difundir a tecnologia no Brasil. “ Com o crescimento do mercado brasileiro, é fundamental que seja expandida a utilização de pneus verdes ”, afirma Axel.
 
Os novos pneus sintéticos têm uma série de alterações na composição química que, segundo a fabricante, contribuem para uma melhor performance. A utilização de materiais, como o gel sílica, ajuda a reduzir a fricção do componente com o asfalto, o que reflete diretamente no consumo de combustível, uma das métricas de classificação dos programas de etiquetagem de pneus. Outro aspecto avaliado, a frenagem em asfalto molhado também melhora com os pneus verdes. Os componentes produzidos pela fabricante são classificados como AA – ou Duplo A – por terem atingido a nota máxima no programa de etiquetagem.
 
O apelo da sustentabilidade, no entanto, não deve ser suficiente para a popularização do equipamento no Brasil. Ainda não há uma relação de valor definida entre os pneus verdes e os tradicionais, mas é pouco provável que os ecológicos custem mais. Além disso, o segmento é competitivo, com o crescimento das importações de pneus feitos com materiais menos resistentes, mas com preço mais baixo. “ O brasileiro ainda não compra por qualidade. O que define a escolha continua sendo o preço. Além disso, o consumidor não vê os pneus como um item de segurança, enxerga como um componente periférico dos carros ”, diz Humberto Lovisi, diretor de marketing da Lanxess na América Latina.
 
Veja mais: Óleo de soja agora serve para fazer pneus
Veja também: Michelin expande fábrica no Rio de Janeiro e promete brigar no mercado brasileiro de pneus
 
 
 
 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas