MotorDream

Testes

Teste: Porsche Boxster S passa por retoques cirúrgicos

04/05/2012 13:45  - Fotos: Divulgação
Envie por email

 Teste: Porsche Boxster S passa por retoques cirúrgicos

Porsche mexe pouco no Boxster, mas deixa roadster ainda mais cativante

por Luís Guilherme
da Auto Motor/Portugal
exclusivo para Auto Press


Tudo vai bem no reino de Stuttgart, sede da Porsche. A dinâmica dos carros está excelente e o convívio entre os donos da marca e os da Volkswagen, sua nova controladora, estão mais animados do que nunca. Os números de mercado estão para cima e os lançamentos se sucedem a bom ritmo. Em um curto espaço de tempo, chegaram na Europa o Panamera Diesel, o novo 911, o Panamera GTS, o 911 Cabrio e, agora, a nova geração do Boxster – modelo que, em 1996, salvou a Porsche da falência.

Apesar de ser o veículo mais barato da marca, quando foi lançado, ele foi o catalisador para uma evolução estilística dos 911 subsequentes. A geração de código 996, feita entre 1998 e 2004, tinha a dianteira igual à do Boxster e copiou o estilo de seu painel de instrumentos, praticamente inalterado até hoje em todos os Porsche. O Boxster constituiu um marco na história contemporânea da fabricante. Foi o primeiro roadster concebido do zero, desde o clássico 550 Spyder, da década de 1950.



Por toda esta carga histórica, o novo Boxster teria de ser um roadster capaz de continuar a causar emoções. Para isso, mexeram na estrutura dele. Em comparação ao anterior, ele é mais comprido, tem distância entre-eixos maior, é mais largo e tem o vidro mais inclinado. A rigidez melhorou graças à utilização de alumínio na maior parte da carroceria e a resistência à torção aumentou 40%. A capota retrátil também tem componentes em alumínio, além de aço e magnésio. Feita de lona, ela abre ou fecha em nove segundos e seu acionamento pode ser realizado com o carro em até 50 km/h.

Em termos de motorização, a Porsche guardou mais novidades para a versão de entrada, chamada apenas de Boxster. Ela recebeu um novo propulsor de 2.7 litros de seis cilindros contrapostos – clássica configuração boxer – que gera 265 cv e 28,5 kgfm de torque. A topo é a S, que mantém o 3.4 boxer da geração anterior, mas retrabalhado para render 315 cv – 5 cv a mais que antes e 35 cv a menos que o 911 Carrera.



Em relação ao 911, se pode dizer que o Boxster é uma escolha mais sensata em termos financeiros. Além de ser mais barato, ele compartilha 50% das peças com o esportivo maior. E tem a seu favor dois compartimentos de bagagem, que somam 280 litros.

O Boxster parte de 66.880 euros na Europa, algo em torno de R$ 163 mil. A sua chegada ao Brasil já foi confirmada no segundo semestre deste ano. Entretanto, o preço só será estipulado na data do lançamento oficial.



Primeiras impressões


Ferocidade concentrada

Monte Carlo/Mônaco – A estrada serpenteante de uma das etapas do rali de Monte Carlo é um lugar ideal para desfrutar o novo Boxster. E é verdade que a nova geração do roadster é bonita – ainda que muito semelhante à anterior –, mas o melhor do carro não se vê, se sente. Ao volante, a posição é excelente. O ângulo das pernas e a amplitude de regulagens do volante fazem com que o controle do condutor seja muito facilitado.

O som do motor tem um timbre que cativa logo nos primeiros quilômetros, principalmente com a capota aberta. Com bom asfalto, faixas largas e trânsito quase inexistente, o ritmo segue sob controle, mas a velocidades respeitáveis. Os giros sobem rapidamente até as 6 mil rpm e quando é necessário diminuir, o Boxster é eficiente. A confiança que se sente ao volante do carro nas frenagens é total. A caixa de câmbio manual de seis velocidades é uma das melhores do mercado e as suas trocas precisas e com um som metálico ajudam a trazer um sorriso para o rosto do condutor. Até quando se engata a primeira marcha, o sistema não "se queixa".



O equilíbrio do chassi é notável, a aderência muito elevada, mas o melhor de tudo é a forma com que o Boxster se comunica com o motorista. No limite, em trajetórias muito fechadas, o carro tende a sair levemente de frente. Mas a eficácia é tanta que é possível cravar o pé no acelerador mesmo com o controle de estabilidade desligado. A traseira só descola se for muito provocada na entrada de uma curva.

O motor tem alma em qualquer regime. Seja qual for o número marcado pelo ponteiro do conta-giros, ele responde com força e sempre com disponibilidade. E ainda fica claro que o chassi conseguiria aguentar mais potência. O comportamento dinâmico exemplar, a performance, o consumo e o preço competitivo mostram que o novo Boxster se tornou uma referência dentro da linha da Porsche.



Ficha técnica

Porsche Boxster S

Motor: A gasolina, traseiro, transversal, 3.436 cm³, seis cilindros contrapostos, quatro válvulas por cilindro, comando duplo variável de válvulas no cabeçote e comando variável de válvulas na admissão. Injeção direta de combustível e acelerador eletrônico.
Transmissão: Câmbio manual com seis marchas à frente e uma a ré. Tração traseira. Oferece controle eletrônico de tração.
Potência máxima: 315 cv a 6.700 rpm.
Aceleração de 0 a 100 km/h: 5,1 segundos.
Velocidade máxima: 277 km/h.
Torque máximo: 36,7 kgfm entre 4.500 e 5.800 rpm
Diâmetro e curso:  97,0 mm X 77,5 mm. Taxa de compressão: 12,5:1.
Suspensão: Dianteira do tipo McPherson com amortecedores a gás e barra anti-rolagem. Traseira com rodas independentes e barra anti-rolagem.
Pneus: 235/40 R19 na frente e 265/40 R19 atrás.
Freios: Discos ventilados na frente e atrás. Oferece ABS.
Carroceria: Roadster em monobloco com duas portas e dois lugares. Com 4,37 metros de comprimento, 1,80 m de largura, 1,28 m de altura e 2,47 m de distância entre-eixos.
Peso: 1.350 kg.
Capacidade do porta-malas: 150 litros na frente e 130 litros atrás.
Tanque de combustível: 64 litros.
Produção: Stuttgart, Alemanha.
Lançamento da atual geração: 2012
Preço: 66.880 ou R$ 163 mil.

Veja mais: Exposição comemora 60 anos do primeiro Porsche Club
Veja também: Flagra: Segunda geração do Porsche Cayman já roda na Europa

 

 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas