MotorDream

Indústria

China deve se tornar segundo maior mercado premium

23/12/2011 08:50  - Fotos: Divulgação
Envie por email

China deve se tornar segundo maior mercado premium

A notícia é recebida com especial euforia pela Audi, que quer tirar a BMW do topo do mundo

da Redação

Há duas semanas, MotorDream noticiou que Audi, BMW e Mercedes-Benz iriam reduzir o recesso de final de ano de suas fábricas na China pelo segundo ano consecutivo, graças à forte demanda local por carros de luxo. A estratégia das marcas alemãs reflete a importância do segmento premium no mercado chinês. De acordo com o portal Automotive News, a China deve se tornar o segundo maior mercado de luxo já este ano, ultrapassando a Alemanha e ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Em 2011, a China deve registrar crescimento de 39% no segmento, com 939 mil unidades emplacadas. A estimativa para a Alemanha gira em torno de 914 mil emplacamentos. A diferença entre os dois países vai aumentar a partir de 2012, quando o mercado chinês deve consumir cerca de 1 milhão de carros do segmento premium.

Enquanto isso, a Alemanha estará sofrendo as consequências da crise na Europa, apesar de ainda se manter com saldo positivo na indústria automobilística do continente. Os Estados Unidos devem crescer 18% no nicho de automóveis de luxo este ano, com 1,65 milhão de unidades emplacadas. Apesar da liderança incontestável, não é de se espantar que a China possa superar o gigante norte-americano até o fim da década.

Este cenário aquecido será fundamental na meta da Audi para se tornar a maior marca premium do mundo em 2015. Apesar de ainda não ter tido tempo para comemorar a conquista mais recente – ter deixado a Mercedes-Benz com a medalha de bronze no nicho de luxo –, a marca das quatro argolas só pensa agora em ultrapassar a líder BMW.

A liderança consolidada na China será uma peça-chave na estratégia. Afinal, a marca do grupo Volkswagen cresceu 35% no acumulado de janeiro a novembro, e já soma 283.600 veículos comercializados no país asiático. A BMW também cresceu de forma significativa, 40%, mas o volume de vendas contabiliza 200.699 carros. Enquanto isso, a Mercedes parece ser carta fora do baralho, com ganhos de 31%, mas “apenas” 170 mil emplacamentos.

 A nível global, a Audi espera terminar o ano com um recorde de 1,3 milhão de vendas, enquanto a Mercedes trabalha com a expectativa de anotar 1,25 milhão. Apesar do salto, a casa de Ingolstadt ainda tem um longo caminho até a liderança da BMW. A marca bávara vendeu 1,25 milhão nos 11 primeiros meses de 2011 e deve fechar o ano próxima da soma de 1,4 milhão de carros.

Veja mais: Audi se torna a segunda marca premium mais vendida do mundo
Veja também: Mercado chinês aquecido diminui o recesso das fábricas de carros


 

 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas