MotorDream

MotorZine

Jeep 70 anos: da lama à lenda

02/02/2011 10:00
Envie por email

Jeep 70 anos: da lama à lenda

Pioneira entre veículos fora-de-estrada, fabricante completa sete décadas

por Rodrigo Machado
Auto Press

      Desde a criação dos primeiros protótipos para a Segunda Guerra Mundial, a história da Jeep se confunde com a história dos modelos off-road. A marca não apenas foi a fornecedora de veículos para o exército aliado no combate, mas também os adaptou logo após para o uso civil. Com o tempo, a Jeep trocou de donos e focou a sua produção cada vez mais em carros confortáveis em embalagem aventureira, se tornando uma das pioneiras na criação do conceito de utilitário esportivo. Nestes 70 anos de história, a marca criou lendas no segmento e se tornou sinônimo de off-road em todo o mundo.

 

      O surgimento da marca aconteceu na década de 40. Na época, o exército dos Estados Unidos informou as fabricantes de automóveis que procurava por um veículo leve de reconhecimento de terreno para substituir as motos e os Ford Modelo T modificados. Algumas especificações tinham de ser cumpridas pelos fabricantes, como capacidade de carga por volta de 300 kg, entre-eixos de 1,90 metro e altura máxima de 91 cm. Apenas três empresas responderam ao chamado do governo: a Ford, a Willys-Overland e a American Bantan Car Manufacturing Company. Depois de diversos protótipos, a escolha foi pelo modelo da Willys, o MA.

 

      Com o fim da guerra, a Willys resolveu adaptar o seu veículo para o uso civil. Nesse momento surgiu o nome Jeep. Diz a lenda que ele foi criado através da pronuncia em inglês da sigla GP, que significa General Purpose, algo como "carro para todos os propósitos". Também há quem acredite que Jeep é uma alusão aos quadrinhos do marinheiro Popeye, devido ao personagem Eugine the Jeep, um estranho bichinho de estimação mágico da Olívia que desbravava todos os lugares possíveis no desenho.


 
 

      De uma maneira ou de outra, o primeiro modelo para as ruas da Jeep foi o CJ-2A, uma adaptação do MA. E com o sucesso da gama CJ nos Estados Unidos, a Jeep resolveu tentar diversificar a sua linha. A primeira tentativa foi com a Pick-up, que ficou no mercado entre 1947 e 1965. Em 1953, a Willys Overland foi comprada pelo empresário Henry Kaiser por US$ 60 milhões. O primeiro Jeep produzido na nova gestão foi o CJ-5, baseado no militar usado na Guerra da Coreia. Em relação ao veículo do exército norte-americano, o CJ-5 tinha para-lama dianteiro arredondado, entre-eixos alongado e melhorias mecânicas no motor, transmissão e eixos. A produção durou até 1983 e foram fabricados mais de 600 mil unidades do CJ-5 neste período.

 

      A popularidade dos veículos 4X4 era cada vez maior no mercado ianque e em 1962 a Jeep criava o embrião de seu modelo de maior sucesso na história. O Wagoneer chegava para ser o primeiro veículo com tração integral a ser equipado com transmissão automática e suspensão dianteira independente. Em 1970, mais uma mudança no comando da marca. A American Motors Corporation comprou a Kaiser Motors e se tornou a proprietária da Jeep.

 

 

      Dentro da linha CJ, a Jeep fez a primeira grande mudança em 1976, com o CJ-7. Ele incoporou em seu design a opção de usar uma capota de tecido e tinha portas de aço de série, além de ser mais comprido que o CJ-5, seu antecessor, para abrigar uma transmissão automática. Antes da virada da década, porém, a Jeep mudava de dono mais uma vez. No fim da década de 70, a AMC entrou em crise e a francesa Renault adquiriu a marca norte-americana.

 

      Em 1984, ainda sob o comando da fabricante francesa, a Jeep lançava uma versão menor, só que mais avançada tecnologicamente do Wagoneer: o Cherokee, que se tornou um veículo de grande sucesso em todo o mundo. Ele vinha com plataforma monobloco e um novo sistema de tração integral. Em 1987, a Jeep percebeu que os clientes da linha CJ procuravam um 4X4 compacto com mais conforto. Por isso, os CJ foram descontinuados e era iniciada a linha Wrangler, que dura até hoje.

 

 

      No mesmo ano, a Renault passou por problemas financeiras e procurou uma maneira de se desfazer da AMC. A Chrysler imediatamente respondeu ao apelo da marca francesa e se tornou a dona da Jeep até os dias atuais ­ é verdade, porém, que entre os anos 90 a Jeep fez parte da holding DaimlerChrysler e atualmente o grupo norte-americano é controlado pela Fiat, que possui 25% das ações da Chrysler e pleiteia aumentar a sua participação para 51%.

 

      No Salão de Detroit de 1992 a Jeep mostrou ao mundo o Grand Cherokee, primeiro SUV com airbag lateral e que tentava associar o conforto de um sedã à robustez de um 4X4. O Cherokee "comum" foi substituido em 2002 pelo Liberty ­ que, em alguns mercados, como o brasileiro, manteve o nome Cherokee. Em 2007 surgiu o Compass, primeira investida da Jeep no segmento de utilitários esportivos compactos e de entrada ­ para os norte-americanos. O último lançamento da marca foi uma geração totalmente nova do Grand Cherokee, que chega como linha 2011 e é o responsável por levar adiante a lendária história da Jeep entre os off-roads.

 

 

Alguns modelos emblemáticos da história da Jeep

# Willys MA ­ 1940 ­ Modelo feito pela Willys para o exército aliado na Segunda Guerra Mundial.
 
# Jeep CJ-2A ­ 1945 - 49 ­ Primeiro jipe para o uso civil feito pela marca. Era uma adaptação do MA para as ruas.
 
# Jeep CJ-5 ­ 1955 - 83 ­ Grande sucesso de vendas da Jeep com mais de 600 mil unidades vendidas. Era baseado no jipe usado pelos EUA na Guerra da Coreia.
 
# Jeep CJ-6 ­ 1956 - 75 ­ Versão com entre-eixos 50 cm maior que o CJ-5 e mais espaço para carga.
 
# Jeep Pickup ­ 1947 - 65 ­ Com 2,99 metros de entre-eixos, foi a primeira tentativa da Jeep em fazer um modelo diferente dos CJ.
 
# Jeep Wagoneer ­ 1963 - 91 ­ Primeiro fora de estrada a contar com transmissão automática acoplada à tração integral. Foi o antecessor do Cherokee.
 
# Jeep FC Pickup ­ 1957 - 65 ­ Eram essencialmente caminhonetes para trabalho, com grande capacidade de carga.
 
# Jeep Gladiator ­ 1963 - 87 ­ Com desenho baseado na Wagoneer, era uma pick-up compacta para os padrões norte-americanos.
 
# Jeep CJ-7 ­ 1976 - 86 ­ Primeira grande mudança de design na linha CJ da Jeep. Tinha maior espaço interno do que o CJ-5 e o adicional da transmissão automática.
 
# Jeep Cherokee ­ 1984 - 01 ­ Versão menor e mais moderna da Wagoneer. Tinha novo sistema de tração integral e a partir de 1989 teve um motor 4 litros de seis cilindros em linha.
 
# Jeep Wrangler ­ 1987 - até atualmente ­ Sucessor da linha CJ. Tinha mais espaço e oferecia mais conforto, mas mantinha o foco no off-road.
 
# Jeep Grand Cherokee ­ 1993 - até atualmente  ­ Atual carro-chefe da Jeep no mundo. Reúne conforto ao rodar e capacidades de fora-de-estrada.
 
# Jeep Liberty ­ 2002 - até atualmente  ­ Aposentou o Cherokee entre os SUVs médios da Jeep.
 
# Jeep Compass ­ 2007 - até atualmente ­ Marcou a entrada da Jeep no segmento dos SUVs compactos.


Veja mais: Galeria de fotos com mais modelos dos 70 anos da Jeep





 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas